23 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Política

PF encontra minuta, para instaurar estado de defesa, na casa de Anderson Torres

Agentes da Polícia Federal (PF) encontraram na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres, uma suposta minuta de um decreto para instaurar estado de defesa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A intenção do documento seria para reverter o resultado da eleição presidencial de 2022.

O documento foi encontrado quando a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de Torres, em Brasília, na investigação sobre os atos ocorridos na Praça dos Três Poderes. Além das buscas, Alexandre de Moraes, ministro do Superior Tribunal Federal (STF), mandou prender Torres por ver “fortes indícios” de que ele foi “conivente” com a manifestação extremistas na capital federal. Flávio Dino declarou que o ex-ministro afirmou que vai se entregar.

O estado de defesa está previsto no artigo 136 da Constituição e tem como objetivo “preservar ou prontamente restabelecer, em locais restritos e determinados, a ordem pública ou a paz social ameaçadas por grave e iminente instabilidade institucional ou atingidas por calamidades de grandes proporções na natureza”.

 

O repórter Rodrigo Hidalgo, da TV Band, teve acesso à suposta minuta, confira imagens:

O ex-ministro de Bolsonaro foi exonerado do comando da SSP-DF na segunda-feira (9), pelo agora afastado governador Ibaneis Rocha (MDB). Em seu perfil no Twitter, Torres disse que havia em sua residência uma “pilha de documentos para descarte” e que “muito provavelmente” a minuta estaria ali.

“Tudo seria levado para ser triturado oportunamente no MJSP. O citado documento foi apanhado quando eu não estava lá”, declarou. O ex-ministro também disse que a minuta encontrada foi vazada “fora de contexto”, o que teria ajudado a “alimentar narrativas falaciosas” contra ele.

Confira a declaração de Torres sobre o documento:

Foto: Twitter/Reprodução

Política

Política

Política

Política

Política

Política