25 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Educação

Polêmica: Em vídeo prefeita joga livros no lixo por ter conteúdo inadequado

“Porcaria numa biblioteca do nosso município não vai ter mais não”, afirmou a prefeita

Um vídeo que circula nas redes sociais da prefeita, Juliana Maciel Hoppe (PL), de Canoinhas, no Planalto Norte, está dando o que falar. Nas imagens ela joga livros infantis no lixo e afirma que os livros teriam conteúdo inadequado para as crianças. As publicações foram encaminhadas para o município através do “Programa Mundoteca”, idealizado pelo Ministério da Cultura e Governo Federal, através da FGM Produções e Girassol Incentiva. A iniciativa foi desenvolvida com recursos do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), via Lei Rouanet, com patrocínio da empresa WestRock. A Prefeitura de Canoinhas apenas cedeu o espaço.

Livros são jogados no lixo por terem conteúdo inadequado. Imagens: Redes Sociais

A prefeita comenta no vídeo, ao jogar o material no lixo, que jamais jogaria um livro no lixo, mas que não aceita aquele tipo de “conteúdo inadequado’ na Biblioteca do Município. ”Não é o que a família quer que ele aprenda, não é o que realmente uma criança ou até um adolescente precisam ler numa biblioteca. Aqui em Canoinhas, a gente jogou esse tipo de porcaria no lixo” completou.

Confira o vídeo:

 

A Prefeitura de Canoinhas se posicionou através de nota dizendo que o município recebeu o acervo da “Mundoteca” como doação, mas foram retirados do local. A nota reforça que “as obras não tratam sobre práticas educacionais, muito pelo contrário. Os títulos, O Aparelho Sexual e Cia e As melhores do analista de Bagé, trazem desenhos e textos de cunho sexual. E por não condizerem com o que a Secretaria Municipal de Educação preza e ensina às crianças e adolescentes, foram retirados do acervo. Os livros serão encaminhados aos responsáveis pela criação do projeto da Mundoteca.”

Quando a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Canoinhas foi questionada se a prefeita jogou os livros no lixo respondeu que “foram jogados pela prefeita para posterior devolução aos responsáveis pela criação do projeto da Mundoteca”.

Foi realizado contato com o Ministério da Educação (MEC), mas até o fechamento desta reportagem não recebemos retorno.

Educação

Educação

Educação

Educação

Educação

Educação