25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Polícia Civil investiga ônibus com 40 pessoas que desembarcaram em Florianópolis

Famílias em situação de vulnerabilidade social teriam vindo da Bahia com ônibus fretado

A Polícia Civil de Santa Catarina instaurou um inquérito nesta terça-feira (23) para apurar possíveis crimes relacionados ao ônibus que desembarcou em Florianópolis no dia 4 de janeiro deste ano com cerca de 40 pessoas que supostamente estariam em situação de vulnerabilidade social e vindo da Bahia.

Os passageiros já foram identificados e intimados a depor na Delegacia de Combate ao Crime Organizado da Capital, assim como os proprietários da empresa de transporte. A Polícia apura os crimes de tráfico de pessoas, transporte clandestino e busca identificar também os responsáveis pelo envio deste grupo para a Capital de Santa Catarina.

O caso iniciou quando o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Rodrigo Marques, recebeu a denúncia de que um grupo de pessoas havia desembarcado em uma área entre o Titri (Terminal de Integração da Trindade) e o Centro Integrado de Cultura.

 

Segundo Marques, as famílias teriam vindo do município de Teofilândia e não possuíam passagem de volta. Em nota, a prefeitura do município baiano negou que as informações de que pessoas em situação de rua teriam sido enviadas de Teofilândia para outros estados sejam verídicas.

O Ministério Público de Santa Catarina também abriu um inquérito para acompanhar o caso.