13 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Polícia mata assassino de jovem morto em prédio de Itajaí; cinco são presos

Morte de jovem de 18 anos teria sido encomendada por uma facção criminosa da qual vítima fazia parte;
suspeito apontado como planejador do crime tem 17 anos e foi apreendido em março

Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (21) a Operação Decretado, que investiga o assassinato de Carlos Eduardo Doro, jovem de 18 anos executado a tiros na entrada de seu prédio, no município de Itajaí, Litoral Norte de Santa Catarina. Quatro suspeitos foram presos e um morreu durante a operação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Militar em Camboriú. Além destes, uma mulher foi presa em flagrante, em meio ao cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão.

Carlos Eduardo morreu às 23:45 do dia 6 de março de 2023, em frente ao prédio Fazenda Park, na rua Júlio Joaquim Fernandes, bairro Fazenda. Sua morte teria sido “decretada”, e daí vem o nome da operação.

Segundo as investigações da Polícia Civil, Carlos era integrante de uma facção criminosa e foi morto por descumprir regras do estatuto da organização. No dia do assassinato, ele foi abordado por um motociclista que fingia querer comprar seu cachorro de estimação. Após descer da moto e cumprimentar Carlos e o cachorro que estava em seu colo, o atirador, identificado com as iniciais L.S.C., sacou a arma e disparou, atingindo também a pata do animal.

 

No dia 15 de março, a investigação chegou primeiro a um adolescente de 17 anos, apreendido por ser apontado como o planejador da emboscada. Depois, foram identificados outros 6 envolvidos na coordenação do crime, sendo dois executores e quatro líderes locais da facção. No dia 4 de abril, o outro suspeito de organizar o ataque, de 22 anos, foi morto em troca de tiros com a Polícia Militar, em Camboriú. Nesta quarta-feira (21), as investigações chegaram aos outros cinco suspeitos.

A ação desta quarta (21) visava dar cumprimento a 5 mandados de prisão temporária e 8 mandados de busca e apreensão nos bairros Santa Regina e Monte Alegre, do município de Camboriú. Dos cinco investigados, quatro foram presos e L.S.C., autor dos disparos, de 19 anos, foi morto após reagir à abordagem em sua residência, no bairro Santa Regina, segundo informa a Polícia Civil.

Os quatro homens presos foram identificados como C.E.M.L., de 23 anos, K.C.S., de 20 anos, L.F.R.G., de 22 anos e E.M.F., de 22 anos. Na residência de CEML, foi apreendida uma pistola, pedras de crack e uma balança de precisão, de forma que ele também foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. Nas residências dos demais investigados, foram apreendidos celulares.

Os presos respondem pelo crime de organização criminosa e homicídio qualificado pela emboscada, por motivo torpe. Eles foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde permanecem à disposição da Justiça.

Além dos quatro homens presos pelos mandados da investigação, a namorada de L.S.C. também foi presa após a morte do suspeito. A mulher de 23 anos foi autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. No imóvel, foram apreendidos uma pistola, aproximadamente 550g de maconha e balança de precisão.

Fotos: Reprodução – PCSC / Divulgação