23 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Prefeito de Iporã do Oeste, Adélio Marx morre após parada cardiorrespiratória

Foto: Prefeitura de Iporã do Oeste

Político era pré-candidato à reeleição na cidade do Extremo Oeste catarinense

O prefeito Adélio Marx de Iporã do Oeste, no Extremo Oeste de Santa Catarina, foi encontrado morto na tarde dessa quinta-feira (7). Ele estava em casa, no interior do município, quando sofreu uma parada cardiorrespiratória, segundo o Corpo de Bombeiros.

Adélio tinha 68 anos e era filiado ao Partido Social Democrático – PSD. Ele conquistou a prefeitura de Iporã do Oeste nas eleições de 2020 com quase 70% dos votos e disputaria a reeleição neste ano. O município decretou luto oficial de três dias.

 

“Considerando o falecimento do Prefeito Senhor Adélio Marx, ocorrido em 06 de Junho de 2024, e devido ao importante papel na vida política e administrativa do Município de Iporã do Oeste, participando de importantes momentos como cidadão e homem público, a sua morte constitui uma perda irreparável para a população Iporã-oestina”, afirmou a Prefeitura em nota..

O PSD também destacou a trajetória de Adélio como marcada pelo compromisso com o desenvolvimento do Oeste Catarinense e sua liderança regional. “Sua dedicação e empenho sempre foram reconhecidos e admirados por todos. Neste momento de profunda tristeza, o PSD de Santa Catarina expressa suas sinceras condolências e solidariedade aos amigos e familiares. Que todos encontrem conforto e força para enfrentar esta perda irreparável”.

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

O velório ocorre na no Pavilhão Católico, em frente à Prefeitura Municipal, até as 15h, quando iniciam as homenagens. Às 16h inicia haverá missa na Igreja Matriz, seguida do cortejo pelas principais ruas da cidade e despedida final, quando o corpo segue para cidade de Santa Rosa no Rio Grande do Sul, onde será cremado.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as circunstância da morte de Adélio Marx. Algumas pessoas foram entrevistadas e objetos foram recolhidos na residência do prefeito. Não foram identificados sinais de violência no corpo.