21 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Reunião do MDB em Fraiburgo define rumos ao pleito de 2024

Seguindo a necessidade de se organizar visando o pleito eleitoral de 2024, o MDB realizou na última sexta-feira (14), em Fraiburgo, no Meio Oeste, mais um encontro regional estruturante. E não foi uma reunião qualquer. Contou até mesmo com a presença do presidente nacional, o deputado federal Baleia Rossi. Além disso, foram empossados na ocasião, os 36 novos coordenadores regionais do partido em Santa Catarina. O MDB entra com forte margem para também conquistar o maior número possível de prefeitos, vices e vereadores. Segue sendo a sigla com mais filiados no Brasil, mais de dois milhões. Também é o partido com mais políticos com mandato, quase dez mil. O desafio lançado pelo presidente estadual do MDB/SC, deputado federal Carlos Chiodini, aos coordenadores recém-empossados é o de trabalhar para ampliar a participação da sigla. O foco é aumentar a base nas prefeituras em 2024. Participaram do encontro todas as principais lideranças do partido no Estado. Lá estiveram o deputado federal Valdir Cobalchini, o estadual e presidente da Alesc, Mauro de Nadal, e até mesmo a senador Ivete Appel da Silveira, entre outros como Antídio Lunelli e Emerson Stein, além das locais.

SC pode ter mais quatro deputados federais

Deputado Rafael Pizenti / Will Shutter / Câmara dos Deputados

Está protocolado na Câmara dos Deputados requerimento pedindo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que seja atualizado o número total de deputados por Estado. O documento apresentado pelo deputado federal Rafael Pezenti (MDB-SC) teve como base, os dados do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), conforme previsto na Lei Complementar 78, de 30 de dezembro de 1993. O que se pede é que o número de representantes por Estado e pelo Distrito Federal, seja ajustado automaticamente no ano anterior a cada eleição, ou seja, a partir de 2027. Atualmente Santa Catarina conta com 16 representantes na Câmara Federal. A partir dos novos coeficientes do Censo de 2022, apontando crescimento populacional superior a 21% em 12 anos, no Estado, fica estabelecido o direito de contar com quatro deputados a mais, caso seja seguido o critério que assegura a representatividade dos entes federados de acordo com a evolução demográfica de cada região do país.

Redes elétricas das escolas do Estado terão melhorias

Parceria inédita irá mapear as carências elétricas das escolas estaduais e melhorar a infraestrutura. O termo de cooperação técnica foi assinado pelo governador Jorginho Mello / Foto: Roberto Zacarias / Secom

Uma questão a mais está sendo resolvida no âmbito escolar: a das redes elétricas das escolas da Região Serrana. Governos foram passando, sem que a questão tivesse o definitivo fim. Recentemente, o deputado estadual Marcius Machado requereu junto ao Governo, a providência. Os equipamentos de ar condicionado e lousas digitais até foram comprados na gestão anterior, mas, ficaram sem funcionar. Pois, a rede de energia das escolas não comportava a sobrecarga. Nesta segunda-feira (17), eis que, através da parceria entre Acafe, Celesc e Secretaria de Estado da Educação haverá a melhora de redes elétricas nas escolas estaduais. O equipamento, quando entrar em funcionamento, irá ajudar tanto no inverno quanto no verão, em todas as escolas estaduais.

Serviço será feito por alunos de engenharia elétrica

Deputado Marcius Machado tem reivindicação atendida / Foto: Foto: Roberto Zacarias / Secom

A novidade é de que a parceria não terá custo direto para o Governo do Estado, já que os alunos dos cursos de engenharia elétrica farão os mapeamentos e a Celesc, a otimização do sistema. Na Serra, desde 2021, o deputado Marcius cobra o Governo do Estado sobre a renovação das redes elétricas das escolas pertencentes às Coordenadorias Regionais de Educação de São Joaquim e Lages. Um levantamento da SED mostrou que mais de 700 escolas precisam de melhorias na rede elétrica. Num primeiro momento, serão trabalhadas 300 delas e em seguida, ampliado o projeto. Uma providência que terá os meios e os fins justificados somente para o próximo ano.

Preocupação

Nesta segunda-feira, 17, O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) emitiu um ofício informando ao governo de Santa Catarina que o Japão decidiu suspender a compra de carne de frango e seus subprodutos do estado. A decisão ocorreu por conta de um foco confirmado de Influenza Aviária (H5N1) em uma ave de fundo de quintal, no município de Maracajá, Sul do Estado, na semana passada.