19 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Rio do Sul deve decretar situação de emergência em função da chuva

O sábado (18) foi o dia mais chuvoso nos últimos oito anos em Rio do Sul. Imagem: Prefeitura de Rio do Sul.

Seis abrigos foram abertos e abrigam 201 pessoas, no total,1000 pessoas estão desalojadas

A prefeitura de Rio do Sul informou na manhã deste domingo (19) que o nível do rio Itajaí-Açu chegou a 8,97 metros na cidade. A cota de inundação é de 9,5 metros e a de atenção é de 10,5 metros. Devido ao quadro, provocado pelas chuvas no Alto Vale, a Defesa Civil Municipal abriu seis abrigos onde 50 famílias foram alojadas, no total são 201 pessoas.

A administração do município acredita que aproximadamente mil pessoas estejam desalojadas. Apenas no último sábado (18) choveu 175,6 mm o que supera recorde de 2022, quando foram registrados de 99,8 mm. Ou seja, foi o dia mais chuvoso nos últimos oito anos.

 

Durante reunião do Grupo de Ações Coordenadas (GRAC), realizada na manhã deste domingo (19), o prefeito José Thomé anunciou que o município deve decretar situação de emergência por conta da enchente que atingiu a cidade. Os serviços da Casan e Celesc estão todos mantidos normalmente. As polícias Civil, Militar e ainda a Guarda Municipal vão intensificar rondas nos abrigos e nas regiões alagadas.

Reunião do Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) de Rio do Sul. Imagem: Prefeitura de Rio do Sul.

Algumas escolas estão servindo de abrigos e outras estão isoladas. Assim, a Secretaria de Educação deve divulgar ainda neste domingo (19), o cronograma de funcionamento das unidades na segunda-feira (20). Ainda de acordo com a Prefeitura, as unidades de saúde dos bairros Barragem e Santana, além do Centro de Atendimento à Mulher (CAM), não terão atendimento na segunda (20). As consultas médicas poderão ser agendadas na própria unidade a partir de terça-feira (21).