25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Bombeiros

Rio Grande do Sul decreta estado de calamidade pública

Pelo menos 104 municípios foram afetados pelas chuvas, cerca de 1.145 pessoas estão em abrigos e outras 1,4 mil desalojadas

O governo do Rio Grande do Sul decretou estado de calamidade pública por conta das fortes chuvas que atingem o estado. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) na noite da última quarta-feira (1º).

“Os eventos meteorológicos ocasionaram “danos humanos, com a perda de vidas, e danos materiais e ambientais, com a destruição de moradias, estradas e pontes, assim como o comprometimento do funcionamento de instituições públicas locais e regionais e a interdição de vias públicas”, descreve o decreto assinado pelo governador Eduardo Leite”, diz nota divulgada pelo governo do Rio Grande do Sul.

Pelo menos 104 municípios foram afetados, cerca de 1.145 pessoas estão em abrigos e outras 1,4 mil desalojadas. Quase 20 mil foram afetados pelas chuvas. As chuvas também deixaram 10 mortos e 21 pessoas desaparecidas. A Força Aérea Brasileira está ajudando nos trabalhos de resgate.

O presidente Lula anunciou que irá para o Rio Grande do Sul nesta quinta-feira. Em conversa com o governador do estado, Eduardo Leite, o presidente anunciou que não medirá esforços no envio de ajuda para a região e ainda colocou aeronaves de resgate em prontidão.