15 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Saiba como foi a eleição da realeza do Carnaval de Joinville 2024

Foram 12 jovem concorrendo ao título de rainha e três a rei da festividade

Esse domingo (21) foi marcado pela escolha da Realeza do Carnaval de Joinville em 2024. Quem acompanhou o evento viu de perto, no palco montado no Expocentro Edmundo Doubrawa, a coroação de Bruna Mara Cestrem, representante do G.R.E.S. Diversidade, como rainha; Felipe Sizério, da Fusão do Samba, como rei momo; e Juliana da Rosa Pereira e Barbara Stefani Vale, ambas da Unidos do Caldeirão, como 1ª e 2ª princesas.

Para o diretor administrativo da Liga das Escolas de Samba de Joinville (LIESJ) Gabriel de Paula, a realeza eleita se destaca pela juventude dos candidatos. A rainha tem 26, o rei momo 22, e as princesas 21. “Essa corte evidencia o interesse dos jovens no Carnaval, além de ser uma aposta na continuidade e no futuro da festa em Joinville”, pontua Gabriel.

Os eleitos foram escolhidos a partir de uma banca avaliadora composta por nove pessoas com formações e atuações nas áreas artísticas e culturais de Joinville e Santa Catarina. Para rei momo havia três candidatos e para rainha do Carnaval foram 12 concorrentes.

 

Desenvoltura e samba no pé

No primeiro momento, os candidatos subiram ao palco juntos e dançaram uma coreografia ensaiada conjuntamente pela professora e coreógrafa Juliane Bonato. Em seguida, trajados com as fantasias das escolas que representavam, os candidatos apresentaram-se individualmente e tiveram cerca de um minuto para mostrar o samba no pé e responder a pergunta: “O que significa Carnaval para você?”.

Os jurados atribuíram uma nota de 0 a 10 para cada candidato em cada um dos quesitos avaliados. O somatório das notas garantiram a posição na corte. As melhores pontuações asseguravam os postos de rei e rainha, e o 2º e 3º lugar na votação feminina garantiram o título de princesas do Carnaval.

Para a nova dona da coroa, o diferencial que a fez conseguir o primeiro lugar foi a comunicação. “Sabia que todas as candidatas tinham o samba no pé, então além de ensaiar também estudei muito a parte de oratória e achei que isso poderia fazer a diferença na avaliação dos jurados”, revela Bruna. A jovem tem tradição no Carnaval, a família é atuante na festa e ela participa desde criança dos desfiles.

O recém-nomeado rei momo tem trajetória similar. “Comecei no Carnaval com 10 anos, minha família toda é da Fusão do Samba. Participei da bateria e fui também passista, recebi então o convite da escola para participar da eleição da realeza e tive a felicidade de ser escolhido”, conta Sizério.

A realeza eleita ganhou coroa e faixa e deve representar Joinville no Carnaval deste ano, além de eventos em que forem solicitados pela Liga das Escolas de Samba de Joinville (LIESJ) e Secretaria de Cultura e Turismo.

Carnaval de Joinville tem programação variada

A escolha da Corte do Carnaval de Joinville foi um ensaio das festividades que estão por vir nos dias 3 e 4 de fevereiro. Quem passou pelo evento deste domingo viu um público formado por crianças, jovens e muitas famílias além dos componentes e integrantes das quatro escolas de samba e blocos de Carnaval que animaram a plateia com as torcidas para os seus representantes na eleição da realeza.

O secretário de Cultura e Turismo de Joinville, Guilherme Gassenferth, enalteceu a festa em Joinville. “Nossa cidade tem Carnaval e vocês são a prova disso”. Além da escolha do rei momo, rainha e princesa, o público também acompanhou com entusiasmo a roda de samba do grupo Novo Sonhar, após a eleição da realeza.

No próximo domingo (28) está programado um ensaio técnico do desfile com as escolas de samba. O evento começa às 16h na Rua Antenor Douat Baptista, no bairro Ulysses Guimarães. A iniciativa é uma oportunidade para as agremiações ajustarem os últimos detalhes. A atividade é gratuita e aberta ao público.

 

Foto: PMJ/Reprodução