20 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Política

SC investirá mais de R$ 100 milhões na Celesc; entenda

O evento, em Concórdia, faz parte das ações do Programa Santa Catarina Levada a Sério + Perto de Você

O governador Jorginho Mello apresentou aos prefeitos da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense (Amauc), nesta quinta-feira (1º) os detalhes do plano de investimentos, por meio da Celesc, para a regional de Concórdia. Até 2026, estão previstos investimentos de R$ 144,4 milhões no sistema elétrico da região.

São R$ 97,8 milhões para melhoria e ampliação das redes de baixa e média tensões, e R$ 46,6 milhões para a construção de uma novas subestação e três linhas de distribuição. “É um momento ímpar para Santa Catarina, que será beneficiada com o maior investimento da história da Celesc. Aqui na região Oeste já estamos entregando os trechos que estão prontos da rede trifásica para garantir segurança elétrica para as famílias do campo”, destacou o governador.

“O Plano de Investimentos da Celesc para os próximos anos contempla ações que darão robustez ao sistema elétrico em todo o território catarinense e prevê a construção de 20 novas subestações e 41 ampliações e melhorias em subestações já existentes. Isto certamente será refletido em melhores condições para Santa Catarina crescer e em mais qualidade de vida para quem vive e trabalha em nosso Estado”, afirmou o presidente da Celesc, Tarcísio Estefano Rosa.

Em todo o Estado, devem ser investidos R$ 4,5 bilhões no sistema elétrico até 2026, um dos maiores pacotes de investimento da história da Companhia. Além dos empreendimentos por região, o Plano de Investimentos também trata dos aportes nos variados projetos em que a Celesc atua.

Planejamento embasado em estudos técnicos

O planejamento foi elaborado após estudos realizados pela área técnica da Celesc, entre os dados analisados, foram considerados a demanda de cada região e o crescimento previsto para os próximos quatro anos. “É importante ressaltar que estes investimentos são uma previsão e que este plano pode ser revisitado ou ampliado, em caso de novas necessidades identificadas”, explica o diretor de Distribuição da Companhia, Claudio Varella do Nascimento.

A área de atuação da Agência Regional de Concórdia compreende 4.370,64 km². Ela atende a 77.804 unidades consumidoras por meio de um sistema com 9 subestações, 5.357 quilômetros de redes de baixa tensão, 5.311 quilômetros de redes de média tensão e 94.181 postes.

Detalhes técnicos dos investimentos no sistema elétrico

Média e Baixa Tensão

Para 2023:
Subprograma Alimentadores R$ 1.966.315,42
Subprograma Ampliação R$ 11.641.940,98
Subprograma Melhoria R$ 6.017.833,72
Subprograma Equipamentos Especiais R$ 1.182.157,92

De 2024 a 2026:
Subprograma Alimentadores R$ 5.555.836,14
Subprograma Ampliação R$ 45.436.087,67
Subprograma Melhoria R$ 23.486.360,31
Subprograma Equipamentos Especiais R$ 2.545.829,01
Total do investimento estimado em média e baixa tensão R$ 97,8 milhões

Alta Tensão (novas subestações)

2024:
Subestação Vargeão Linha São Pascoal 138kV

Alta Tensão (novas linhas de distribuição)

2024:
Linha de Distribuição 138kV Vargeão Linha São Pascoal – Seccionamento (Xanxerê – Ponte Serrada C1)
Linha de Distribuição 138kV Vargeão Linha São Pascoal – Avelino Bragagnolo
Linha de Distribuição 138kV Vargeão Linha São Pascoal – Nestlé Purina
Total do investimento estimado em alta tensão R$ 46,6 milhões.

Foto: Roberto Zacarias / Secom

Política

Política

Política

Política

Política

Política