14 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Saúde Turismo

SC tem 69% dos pontos próprios para banho no primeiro dia do verão

164 dos 238 dos pontos de coleta nas praias de 28 municípios apresentam boas condições

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulgou nesta sexta-feira (22) o terceiro relatório semanal de balneabilidade da temporada 2023-2024. Este é o primeiro panorama da qualidade das praias do estado no verão, que iniciou nesta madrugada.

De acordo com as amostras coletadas nos 238 pontos monitorados pelo Instituto no litoral catarinense, 164 estão próprios para banho, o que representa 68,91%. Em Florianópolis, dos 87 pontos, 63 estão adequados para banho, o que equivale a 72,41%.

Já as praias de Penha, Itajaí, Itapema, Bombinhas, Governador Celso Ramos, Palhoça e Garopaba apresentam a maioria dos pontos próprios para banho. A praia central de Balneário Camboriú, no entanto, apresenta qualidade da água imprópria para banho em toda a faixa. As praias de Itapoá e Balneário Piçarras, por outro lado, são algumas das que apresentam praia com balneabilidade totalmente adequada.

O Programa de Monitoramento da Balneabilidade contempla 28 municípios litorâneos e mais de 100 praias e/ou balneários do Sul ao Norte de Santa Catarina. A qualidade da água em cada ponto de coleta nas praias de Santa Catarina pode ser conferida em tempo real no site do IMA. Lá, o cidadão pode acompanhar as datas das últimas coletas e o resultado mais atualizado da propriedade de determinado ponto, basta clicar nas bandeirinhas que aparecem no mapa ou conferir o menu histórico do ponto desejado.

 

Metodologia e legislação

As amostras são analisadas pelo método fluorogênico, conforme diretrizes do Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater, através da quantidade de coliformes totais e da bactéria Escherichia coli encontrada na água.

O ponto é considerado próprio quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros. O ponto é considerado impróprio quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas, no mesmo local, for superior a 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 bactérias por 100 mililitros.

 

Atenção aos banhistas

O IMA não recomenda o banho de mar nas primeiras 24/48 horas após a ocorrência de chuvas de maior intensidade, bem como, nas proximidades de saída de canais ou galerias de águas pluviais, pois as chuvas podem arrastar material contaminado, o que pode deteriorar a qualidade das águas para banho.

 

Foto: Divulgação/IMA