23 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Serra Catarinense: servidor público é investigado por suposto abuso sexual contra cachorro

Vídeo que circula na internet mostra o homem tocando o animal dentro de creche

Um servidor público da cidade de Ponte Alta, na Serra Catarinense, o vigia noturno Wanderson da Silva, foi afastado por 30 dias de seu cargo da prefeitura, após a circulação de um vídeo em que ele supostamente abusa de um cachorro, dentro de uma creche municipal.

O caso ocorreu no dia 21 de fevereiro e, após tomar conhecimento do ocorrido, a Prefeitura de Ponte Alta decidiu afastar o funcionário e instaurar uma comissão para realizar um processo administrativo disciplinar.

Procurada pela reportagem, a Prefeitura alega que realizará “todas as diligências necessárias para esclarecer os fatos com seriedade e responsabilidade, dentro do processo legal”, oferecendo “oportunidade do funcionário se pronunciar nos autos”.

 

 

A Polícia Civil de Santa Catarina também investiga o caso e aguarda Da Silva para prestar esclarecimentos na quinta-feira (2), ao meio dia. Ainda sem data definida, o prefeito Edson Wolinger (REPUBLICANOS) e o Vice-prefeito, Gustavo da Silva (REPUBLICANOS), também são esperados para depor na 8ª Delegacia Regional da Polícia Civil.

Confira o vídeo das câmeras de segurança da creche:

Em vídeo postado nesta quarta-feira (1º), no Facebook, Wanderson da Silva afirma que ama os animais e se defende da acusação, a qual considera ter sido motivada por viés político.

A reportagem tentou contato com o servidor, porém, não obteve retorno. O espaço permanece aberto.

Veja o vídeo de resposta de Wanderson da Silva:

 

Foto: Reprodução

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial