18 de abril de 2024
TV Barriga Verde
Fátima Guimarães

Siderópolis é referência no Turismo no site oficial do Ministério do Turismo

Batizada como Regina

O Município de Siderópolis-SC, brinda junto com o Santuário Ecológico Aguaí a divulgação como “destino de domingo”, no perfil do Instagram oficial do Ministério do Turismo. O perfil destacou a primeira gôndola navegável construída no Brasil, batizada como Regina em suas redes sociais neste domingo (18). Os visitantes podem passear na embarcação construída no Brasil.

O parque vem se destacando ao longo desses 12 anos como um dos principais destinos da região. Anualmente, nos registros do parque, passam mais de 100 mil pessoas vindas de várias regiões de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Pará, Maranhão, além de países como Itália, Alemanha, Argentina e Chile. Informação Cris Freitas.

Primeiros japoneses

O Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, segue com a exposição “Um Olhar sobre a Cultura Japonesa”. A mostra em comemoração dos 220 anos da passagem dos japoneses por Florianópolis tem entrada gratuita de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30; também aos sábados e feriados, das 10h às 14h.

A exposição foi pensada para marcar um fato histórico. Em 16 de outubro de 1803, quatro marinheiros japoneses, pela primeira vez na história, pisaram na Ilha de “Sankaterini” (Santa Catarina), precisamente no Forte de Santana, na então Desterro. Eram os primeiros japoneses a tocar o solo do Brasil, ou Buracili como disseram eles. Por isso, a data é importante para a história diplomática dos dois países.

Com esta exposição, o público confere um pouco do Japão – suas vestimentas, seus usos e costumes, o guerreiro histórico e a arte do Origami. É um relance, um rápido flash pontual em detalhes pinçados da cultura japonesa, uma cultura introspectiva, delicada, simples.

Mulheres além do mar

Com entrada gratuita, a Biblioteca Pública de Santa Catarina recebe a exposição fotográfica “Mulheres do Além-Mar”, com imagens das artistas Sandra Puente e Nilva Damian. A mostra segue aberta até 29 de fevereiro. A visitação é de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, no hall de entrada da Biblioteca.

A exposição tem o intuito de resgatar e valorizar o papel feminino exercido pelas mulheres de origem açoriana que parciparam ativamente da história da colonização do litoral catarinense e marcaram sua presença, e depois por suas descendentes guardiãs da cultura. A presença marcante é vivenciada até os dias de hoje e fazem uma ponte entre o presente e o futuro ao passado.

Também desempenha o papel de acessibilidade às pessoas com deficiência visual através de imagens impressas em alto relevo (lithophane) e texto escrito em braille, contendo textos explicativos das imagens e uma resenha da exposição convidando o público em geral, além dos deficientes visuais, a apreciar o papel feminino na cultura açoriana presente no litoral catarinense, aumentando não só a admiração, mas também o sentimento de pertencimento e inclusão da população da Ilha de Santa Catarina à cultura Luso-Brasileira.

Cultura é saúde

A saúde é estado completo de bem-estar físico, mental e social. Esta é uma realidade vivida e apreciada, mas será que a maioria pensa assim? Quando se fala em cultura, faz muito tempo que a cultura deixou de ser pensada apenas como o conjunto de elementos simbólicos transmitidos de geração em geração, para ter seu escopo ampliado e começar a ser compreendida também como o conjunto de toda e qualquer prática que atravessa a vida humana em sociedade, de modo que não seria arriscado dizer que a cultura não tem um “fora”, isto é, que não é possível estar fora da cultura, ou “não ter cultura”, jargão ainda hoje repetido por certos agentes das elites civilizatórias.

O mais apropriado, no mundo contemporâneo, seria assumir que não se trata de uma cultura, unívoca e totalizante, mas de culturas, no plural, sendo essa multiplicidade atribuída a um conjunto de diferenças que se dão no interior da teia social, tais como a época (diferenças históricas), a região (diferenças geográficas), a classe social (diferenças econômicas), entre muitas outras.

Um elemento constitutivo da nossa cultura é a saúde: tanto o conceito de saúde quanto suas representações, seus saberes e suas práticas são formulados segundo aspectos culturais, que variam quando situados nos diferentes critérios listados acima. onstitui um campo amplo, diversificado, que pode ter múltiplas ressonâncias. Em outras palavras, cultura é saúde.

No palco, Lauro e Gustavo

Para quem gosta do bom humor, o Teatro Elias Angeloni de Criciúma-SC, traz até você o Stand-up comedy, sanfona, interação com o público e muito mais. Você vai ver uma das duplas mais icônicas do humor catarinense em seu show solo ao vivo.

Uma apresentação que vai juntar um pouco de tudo o que você está acostumado a ver nos vídeos do canal Indavírus: Gustavo sempre tentando se dar bem e agradar ao público, e Lauro o contrariando. Além disso, você verá análises de comentários nas redes sociais ao vivo, além de conhecer curiosidades inéditas sobre os bastidores do Indavírus e outras surpresas!

Lauro Antigo é um senhor rabugento que vive em pé de guerra com o seu melhor amigo: Gustavo Pórco. Para tentar conquistar a atenção e arrancar elogios de Lauro, Pórco tenta mostrar suas habilidades com a sanfona. Entre uma música e outra, os relembram de histórias que viveram juntos.

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães