24 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Sistema de esgoto nos Ingleses é entupido com acúmulo de lixo

Mau uso provoca extravasamento de elevatória que bombeia efluente para a Estação de Tratamento

Mesmo com limpezas e manutenções preventivas constantes nas elevatórias de esgoto de Florianópolis desde o início da temporada, a Casan precisou agir na noite dessa quinta-feira (25) em mais uma obstrução provocada por lixo.

A ação foi executada na elevatória localizada no centrinho da praia dos Ingleses, no Norte da Ilha, onde plásticos, cabelos e panos, entre outros materiais, impediam o adequado funcionamento do equipamento que bombeia o efluente para a Estação de Tratamento de Ingleses.

As pancadas de chuva e a inadequada ligação dessa água nas redes coletoras de esgoto também sobrecarregam o funcionamento dos sistemas.

 

“As manutenções preventivas mostram a grande quantidade de materiais nos gradeamentos, por esse motivo a Casan divulga periodicamente boas práticas no uso de sistemas de esgoto. É preciso ficar muito claro que lixo e água da chuva não devem chegar à rede de esgotos”, destaca o diretor-presidente da Companhia, Edson Moritz.

“Trabalhamos durante o dia e a noite para um adequado funcionando dos sistemas de esgoto, mas precisamos também contar com a colaboração da população”, complementa.

Testes de fumaça

Para reduzir essas ocorrências, a Casan trabalha também com testes de fumaça, que foram executados e prosseguem esta semana na Lagoa da Conceição e também nos balneários do Norte da Ilha.

O objetivo é verificar infiltrações de água da chuva na rede de esgoto da Casan. O trabalho é complexo, e se resultar na identificação de ligação inadequada, o morador é notificado para correção do problema. Em caso de reincidência, ele pode ser multado.

Com seus sistemas supervisórios, a Companhia acompanha online o funcionamento das elevatórias, além de manter equipes em campo para trabalho preventivo e de melhorias constantes nos sistemas de esgoto.

Várias operações são realizadas no período da noite, para evitar interferências no trânsito e aproveitar a baixa carga de esgoto nos equipamentos.

Orientação técnica gratuita

A Casan atua ainda com diálogo e orientação técnica gratuita sobre o adequado uso dos sistemas de esgoto com seus Tratos pelo Saneamento. No ano passado, a Companhia evitou que 1,2 bilhão de litros de esgoto se transformasse em poluição.

Em Florianópolis, equipes atuam nos Tratos pela Lagoa e Trato pelo Capivari. Ainda neste semestre será iniciado o Trato pela Costa Norte. A Casan também investe no Trato pelo São José (Chapecó), Trato por Laguna, Trato por Criciúma e Trato pelo Araújo (em São José).

Dicas sobre o uso adequado do Sistema Público de Esgotamento Sanitário

  • Não descarte lixo (plásticos, cabelos, camisinhas, cotonetes, etc) no vaso sanitário, nem mesmo papel higiênico. O vaso sanitário não é lixeira;
  • Mantenha os ralos de chuveiro, pia e tanque sempre limpos, assim material sólido não será levado para o sistema de esgoto;
  • Não despeje óleo de fritura na pia, pois a gordura fica sólida quando esfria, causando obstrução da rede de coleta. Recolha o resto de óleo de cozinha em recipientes descartáveis e entregue em pontos de coleta para reciclagem, ou coloque devidamente embalados para coleta pela Companhia responsável pela coleta de lixo.
  • Verifique periodicamente a caixa de gordura, e se houver excesso de material incrustado, providencie a limpeza. Em geral, a retirada da parte sólida deve ser realizada a cada seis meses e de forma manual (com auxílio de pequenas pás ou colher), mas esse período pode variar de acordo com os hábitos alimentares da família. O resíduo sólido deve ser descartado no lixo comum, em sacos plásticos. Em prédios, bares e restaurantes a limpeza da caixa de gordura precisa ser feita com muito mais frequência, e pode ocorrer mensalmente, semanalmente ou até diariamente, variando em função do número de moradores (no caso de edifícios), da quantidade e do tipo de alimento que o estabelecimento produz (em caso de lanchonetes e restaurantes);
  • Nunca ligue calhas e ralos que recebem água da chuva na rede de esgotos. Nem a rede de coleta, nem a estação de tratamento são dimensionadas para receber essa água. Esse tipo de ligação sobrecarrega o sistema, pode causar rompimentos e retorno do esgoto para as ruas ou até mesmo para dentro dos imóveis. A água da chuva também sobrecarrega e compromete o funcionamento das estações de tratamento, que são dimensionadas para receber exclusivamente esgoto;
  • Direcione a água do tanque e da lavanderia para o sistema de esgoto, jamais para áreas a céu aberto;
  • Não retire a tampa dos Poços de Visitas da CASAN para escoar a água da chuva. Além de ser um ato de vandalismo, prejudica o serviço público de coleta e tratamento de esgoto e também pode causar acidentes;
  • Evite plantar árvores próximas às tubulações de esgoto, pois as raízes podem causar danos à rede.