21 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Cláudio Prisco

Trem desgovernado

28 de maio de 2024

O desgoverno Lula da Silva parece mais perdido do que cego em tiroteio. Fernando Haddad faz um grande esforço para imprimir um ritmo de política econômica, ainda inexistente, embora o governo já tenha um ano e meio. Mas ele parece quase sozinho nessa direção. O principal adversário é o próprio governo. E não são aliados, são correligionários petistas.

Ele tem a parceria da ministra do Planejamento, Simone Tebet, que é do MDB. Ela também tenta conter o rombo, a gastança, o estouro da boiada que está aí com prejuízos bilionários para todos os lados. Mas daí vem a deputada Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, e critica Tebet publicamente.

Voz rouca

A mídia nacional deixa evidenciado que sempre que a petista se posiciona dessa maneira, ela estaria retratando o próprio sentimento do presidente da República.

Sabotagem

Então, Lula está sabotando o próprio ministro da Fazenda que ele escolheu, contrariando as expectativas do mercado? Haddad já declarou que não sabe nada de economia. Mesmo assim, até que está se havendo satisfatoriamente. A Avenida Faria Lima está satisfeita com sua atuação, mas muito incomodada com o governo.

D ao cubo

Uma gestão que acelera nas despesas, déficit e dívida. É gasto ao cubo. Ah, mas o compromisso desse governo, que não tem política econômica estabelecida, é o crescimento econômico, implementar programas sociais.

Lorotas

Tudo balela, demagogia, conversa mole. Na formulação desse governo, é o poder público com recursos públicos, que só tem uma origem, através dos pagadores de impostos, quem impulsionaria o crescimento. Ocorre que estamos vivenciando uma farra sobre o dinheiro público.

Poço sem fundo

O que é um equívoco absurdo. O governo precisa ser enxuto, reduzir esse paquiderme estatal e com uma base de impostos menor, permitir que o setor produtivo, empresarial, promova o desenvolvimento.

Condicionante

Pra isso, é preciso que se dê as condições para quem trabalha e produz. O Congresso já derrubou o veto presidencial sobre desonerações da folha de pagamento de 17 setores da economia.

Sem descanso

Com o veto derrubado, eles recorreram ao STF. Esta semana, vão tentar voltar ao tema via Medida Provisória, ou seja, mais uma canetada. Loucura, desatino. Não há melhor programa social do que a geração de emprego, que é, por si só, uma perspectiva de desenvolvimento social.

Bolsa voto

Mas o PT quer o desemprego para dar migalhas ao povo em troca de votos. A situação é muito delicada. Se não bastasse tudo isso, essa balbúrdia, observam-se vários ministros se enfrentando nos bastidores, um querendo desestabilizar o outro.

Biruta de aeroporto

É um desgoverno completamente perdido. Realmente caminha a passos largos para a instabilidade, levando o país a uma crise institucional. Daí volta a se especular, em Brasília, sobre a possibilidade de um pedido de impeachment contra Lula da Silva.

Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil