27 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Após ser internada na Bahia, turista catarinense é transportada para SC; entenda

O Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) e Equipe de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizaram transporte aeromédico de paciente, para Feira de Santana, na Bahia, com a aeronave “Arcanjo-06”.

O CBMSC, por meio do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), em parceria com o Samu aeromédico do Estado realizaram o transporte de uma mulher, de Feira de Santana para Navegantes, na última quinta-feira (16).

O pedido deste transporte entrou via Central Estadual de Regulação Inter-Hospitalar, pois uma moradora de Piçarras estava em viagem visitando familiares no Estado baiano, quando precisou procurar o hospital local (Hospital Geral Clériston Andrade) com quadro neurológico (de febre, cefaléia, crise convulsiva, evoluindo com rebaixamento do nível de consciência, vindo a ter outras), evoluiu com complicações, e precisou ser internada.

Ela estava internada desde o final do ano passado. Com a melhora clínica da paciente, a equipe de regulação entendeu que ela se encontrava estável para a realização do voo de retorno para o Estado de origem.

 

O CBMSC conta com uma aeronave pressurizada, um KingAir, modelo C90 Gti, matrícula PS-TAH, denominado “Arcanjo-06”, locada pela SES, de modo a atender pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O transporte aeromédico representa importante meio de auxílio nos transportes inter-hospitalares. Por meio dele é viável percorrer grandes distâncias em um espaço de tempo muito menor, em comparação com outros meios.

Para cumprir esta missão, a aeronave decolou às 07h30 da manhã de Florianópolis (horário local), com previsão de pouso em Navegantes para o regresso às 18h30 (horário local), ainda na quinta-feira. Já se esse transporte fosse feito via terrestre levaria dias e poderia piorar as condições do quadro clínico da paciente, tornando-se onerosa e inviável.

O Comandante de Operações Aéreas do Arcanjo-06, o 1º Ten Melo, destacou que “o voo foi bem conduzido graças à boa coordenação da equipe de saúde conjuntamente com os tripulantes do BOA, sem mencionar que um tipo de missão como esta só é possível de se realizar, pois a aeronave locada pela SES traz esta autonomia e segurança para as equipes que participam do planejamento da missão, já que foram voados cerca de 2.000 mil quilômetros de ida e mais 2.000 quilômetros de volta em um único dia”.

Confira mais imagens:

Foto: CBMSC/Reprodução

Ocorrência

Ocorrência

Ocorrência

Ocorrência

Ocorrência

Ocorrência