23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Saúde

Vacinação contra o tétano é intensificada em Santa Catarina

Estado aproveita procura durante campanha de vacinação contra a gripe para atualizar a caderneta de vacinação contra a doença

Em paralelo a Campanha de Vacinação contra a gripe em Santa Catarina, a Secretaria de Estado de Saúde realiza também uma intensificação da imunização contra o tétano e a difteria. O objetivo é aproveitar a ida da população às Unidades de Saúde para atualizar a caderneta de vacinação também contra essas doenças.

Essa vacina é indicada em um esquema de três doses, com um reforço a cada 10 anos, para crianças, adolescentes e adultos a partir dos 10 anos de idade. Grávidas também devem ser vacinadas a cada nova gestação.

Crianças a partir de 2 meses de idade já iniciam o esquema de vacinação para a doença com a primeira dose. O imunização está disponível em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) do município, sem necessidade de agendamento.

 

Em Santa Catarina, foram registrados 10 casos de tétano em 2023, sendo que 3 resultaram em morte, segundo a Diretoria de VIgilância Epidemiológica – DIVE.

O tétano acidental é uma doença grave, não contagiosa, causada por uma bactéria (Clostridium tetani) que é encontrada na natureza. Ela pode estar presente na pele, fezes, terra, galhos, plantas baixas, água suja e poeira, e é introduzida no organismo através de ferimentos superficiais ou profundos de qualquer natureza.

Os sintomas são de contraturas musculares, rigidez de membros (braços e pernas), rigidez abdominal, dificuldade de abrir a boca, dores nas costas e nos membros (braços e pernas). A principal forma de prevenção é a vacinação.

 

Foto: Ricardo Woffenbuttel / Secom