27 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Saúde

À beira de colapso, SC anuncia 32 novos leitos de UTI infantil

Vagas serão destinadas para a Grande Florianópolis e Brusque, no Vale do Itajaí

Com 99,17% de lotação nos leitos de UTI pediátricos da rede SUS, o Governo de Santa Catarina anunciou na última terça-feira (23) a abertura de 32 novas vagas. Atualmente, apenas 1 único leito infantil está vago no estado, dentre os 120 existentes. A última vaga se encontra na região da Foz do Rio Itajaí e as seis demais regiões catarinenses (Grande Oeste, Meio Oeste e Serra, Planalto Norte e Nordeste, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Sul) apresentam lotação de 100%, registrada nesta quarta-feira (24).

Confira a última atualização do painel de leitos

A lotação é reincidente. Não é raro observar no painel de transparência do Governo de Santa Catarina regiões sem leitos do SUS disponíveis em ao menos uma das três categorias de UTI — Neonatais, Pediátricos e Adultos. Em abril, por exemplo, a disponibilidade de vagas gerais chegou a marcar apenas 6%, com seis das sete regiões 100% lotadas, em ao menos uma dessas três categorias. Na ocasião, a região Oeste ficou lotada em todas as categorias de leitos. Em março, quatro das sete regiões marcavam 100% de ocupação em ao menos uma das três categorias.

 

Novos leitos

Das sete regiões do estado, apenas duas receberão os novos leitos anunciados pelo governador Jorginho Mello (PL). Na Grande Florianópolis serão 12 leitos de UTI neonatal, sendo cinco no Hospital Ilha e sete no Hospital Regional de São José. Na região do Vale do Itajaí serão 20 leitos no Hospital Imigrantes, em Brusque.

O governo diz que planeja abrir 48 novos leitos nas regiões Foz do Rio Itajaí e Sul. Contudo, ainda não há previsão de data. A ideia é de que 30 vagas sejam abertas no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, e mais 18 no Sul: 10 no Hospital Dom Joaquim, em Sombrio, e oito no Hospital Regional de Araranguá.

A secretaria de Estado da Saúde (SES), afirma que outras obras estão em andamento e indica uma ampliação no Hospital Infantil Joana de Gusmão para a implantação de leitos pediátricos e neonatais.

“São várias frentes. Hospitais que já podem ativar, mas que estão dependendo dos contratos finais. Temos aquelas unidades que precisam contratar recursos humanos, outras que necessitam de ampliações, a exemplo do Hospital Regional, que prevê mais 10 leitos para adultos e o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages, 20 leitos”, explicou a secretária Carmen Zanotto.

Recentemente, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC) ampliou de 15 para 30 o número de leitos na enfermaria pediátrica de Florianópolis, atendendo a pedido da SES.

Foto: Reprodução

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde