25 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Segurança

Barragens com risco de ruptura caem para 2, mas RS segue em alerta

Foto: Certel/Reprodução

Chuva provoca aumento no nível dos rios nesta segunda

O governo do Rio Grande do Sul atualizou nesta segunda-feira (13) a situação das barragens monitoradas por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Segundo o governo gaúcho, são duas as estruturas em Nível de Emergência, com risco iminente de ruptura. Na semana passada, cinco barragens apresentavam risco de Emergência, que exigiam providências para preservar vidas.

 

Após análise da condição atual da Barragem Santa Lúcia, em Putinga, o Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento da Sema enquadrou a barragem no Nível de Emergência, devido ao volume de chuvas das últimas horas.

Em relação a Barragem Saturnino de Brito, em São Martinho da Serra, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) oficializou, nesse domingo (12), a alteração do Nível de Emergência para o Nível de Alerta.

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

As barragens são colocadas em Nível de Atenção quando as anomalias representam risco à segurança da barragem, exigindo providências para manutenção das condições de segurança. Já o nível de atenção representa anomalias que não comprometem a segurança da estrutura no curto prazo, mas exigem monitoramento, controle ou reparo no decurso do tempo.

Veja a situação das barragens no RS

Nível de Emergência
  • PCH Salto Forqueta, em São José do Herval e Putinga;
  • Barragem Santa Lúcia, em Putinga.
Nível de Alerta
  • UHE 14 de Julho, em Cotiporã e Bento Gonçalves;
  • UHE Dona Francisca, em Nova Palma;
  • Barragem Capané, em Cachoeira do Sul
  • Barragem São Miguel, em Bento Gonçalves;
  • Barragem Saturnino de Brito, em São Martinho da Serra.
Nível de Atenção
  • UHE Bugres – Barragem Divisa, em Canela
  • UHE Bugres – Barragem do Blang, em Canela
  • UHE Canastra, em Canela
  • PCH Furnas do Segredo, em Jaguari
  • Barragem do Saibro, em Viamão
  • Barragem A – Assentamento PE Tupy, em Taquari
  • Barragem Filhos de Sepé, em Viamão
  • Barragem do Assentamento PE Belo Monte, em Eldorado do Sul
  • Barragem Lomba do Sabão, em Porto Alegre

Chuva no Rio Grande do Sul

A preocupação em torno da segurança das barragens está ligada diretamente ao nível dos rios, que têm sido abastecidos pelas chuvas intensas e persistentes das últimas semanas. De acordo com o portal Metsul de meteorologia, nesta semana, a chuva no Rio Grande do Sul vai se concentrar nesta segunda-feira, depois na quinta e sexta-feira.

Os maiores acumulados devem se dar entre quinta e sexta com o retorno da instabilidade ao estado depois de dois dias de sol. As instabilidades atingirão principalmente a faixa central do estado e na metade Norte, incluindo Porto Alegre e região. A precipitação deve ser moderada a forte e pode chover com altos volumes em algumas localidades, como na Serra.

> Chuva e vento abrem caminho para as primeiras temperaturas negativas, aponta previsão
Segurança

Segurança

Segurança

Segurança

Segurança

Segurança