21 de abril de 2024
TV Barriga Verde
Política

Diretor do Procon SC é exonerado em meio a investigação de assédio sexual

Roberto Salum foi afastado do cargo na sexta-feira

O governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, exonerou o diretor do Procon estadual, Roberto Salum. A decisão foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial do estado nesse sábado (30).

Salum é investigado pela Polícia Civil após uma denúncia de assédio sexual ser registrada por uma funcionária terceirizada de uma empresa que presta serviços ao órgão de defesa do consumidor. Ele já havia sido afastado do cargo na sexta-feira (29).

O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia da Mulher da Polícia Civil em Florianópolis na quarta-feira (27). O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) deve receber a denúncia na segunda-feira (1º) para então divulgar um posicionamento oficial.

 

O denunciado deve se manifestar nessa terça-feira (2), em uma coletiva de imprensa junto do advogado criminalista Gastão da Rosa Filho, às 10h em Florianópolis.

Roberto Salum é jornalista, ex-policial civil e político catarinense, tendo já atuado como deputado estadual suplente de 26 de julho a 28 de setembro de 2016, e também de novembro de 2017 a abril de 2018. Atualmente, é filiado ao PL. Salum assumiu o cargo no Procon em fevereiro deste ano.

Veja a nota divulgada pelo Governo comunicando o afastamento na sexta

O Governador do Estado, ao tomar conhecimento de denúncia cujo conteúdo se refere à falta de decoro no exercício da função pelo Diretor Estadual do Procon-SC, determinou o imediato afastamento do servidor e pediu a apuração célere dos fatos. O Governo do Estado não pactua com atos atentatórios à moral e aos bons costumes.

Foto: Reprodução / Marco Favero / SECOM

Política

Política

Política

Política

Política

Política