23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Economia

Florianópolis registra redução no preço da cesta básica entre março e abril

Foto: Banco de imagens/ Freepik

Foto: Banco de imagens/ Freepik

Apesar da queda, a cesta básica de Florianópolis permanece entre as mais caras do país

Nesta terça-feira (7), o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) divulgou os resultados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos nas capitais, referentes ao período entre março e abril de 2024. Os dados revelaram uma redução nos preços das cestas básicas em algumas capitais brasileiras, incluindo Florianópolis, porém, a cidade catarinense permanece entre as mais caras do país nesse quesito.

Durante o período analisado, Florianópolis registrou uma diminuição de 1,22% no custo da cesta básica, acompanhando a tendência de redução observada em Brasília (-2,66%) e Rio de Janeiro (-1,37%). Apesar disso, a capital catarinense se destacou como a terceira cidade com o conjunto dos alimentos básicos mais caros, com o valor de R$ 781,53, ficando atrás apenas de São Paulo (R$ 822,24) e Rio de Janeiro (R$ 801,15).

 

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

Entre os alimentos que compõem a cesta básica, o feijão teve um aumento expressivo de 17,31% em Florianópolis nos últimos 12 meses, refletindo uma tendência de elevação de preços observada em todas as cidades pesquisadas. Outro item que merece destaque é o preço da batata, que teve um aumento notável de 47,76% em Florianópolis nos últimos 12 meses, acompanhando uma tendência de elevação de preços em todas as cidades, com Porto Alegre liderando com um aumento de 57,58%.

Por outro lado, o preço do quilo da farinha de trigo apresentou uma redução de 3,27% na capital catarinense, além do preço do pão francês, que também registrou uma queda de 0,32%. Enquanto isso, o preço do tomate obteve aumento em todas as capitais no período entre março e abril, influenciado pela menor oferta devido ao fim da safra de verão.

Outro produto que teve alta em todas as capitais foi o custo do quilo café em pó. Problemas relacionados ao clima e à distribuição do grão produzido no Vietnã, em meio ao conflito no Mar Vermelho, impactando a demanda para o Brasil, impulsionando as exportações e elevando os preços internos do grão em pó.

Confira o ranking das capitais com o valor das cestas básicas:

         Capital               Valor da cesta        

  1. São Paulo             822,84
  2. Rio de Janeiro      801,15
  3. Florianópolis         781,53
  4. Porto Alegre         775,63
  5. Campo Grande    732,75
  6. Brasília                 727,76
  7. Vitória                   726,82
  8. Curitiba                 726,64
  9. Fortaleza              714,68
  10. Belo Horizonte      712,70
  11. Goiânia                 701,01
  12. Belém                   681,45
  13. Salvador               640,12
  14. Natal                     632,23
  15. Recife                   617,28
  16. João Pessoa         614,75
  17. Aracaju                  582,11