23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Julgamento de dois senadores no centro das atenções em Brasília

Senador catarinense Jorge Seif em situação bastante difícil / Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O Brasil político está atento aos julgamentos dos senadores Sérgio Moro (União Brasil – PR), e de Jorge Seif (PL – SC). Ambos por razões diferentes, mas o objetivo é o mesmo: a possível cassação. Para Santa Catarina, os olhos estão voltados, obviamente, para a situação vivida pelo senador Seif. Neste dia 4, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá iniciar o julgamento por abuso econômico durante a campanha, em ação movida pela Coligação entre PSD, Patriota e União Brasil. Entre os principais interessados no resultado, o ex-governador João Raimundo Colombo (PSD), segundo colocado no pleito passado. Tanto que, juntamente com a cúpula pedessista, se encontra em Brasília, para acompanhar de perto o julgamento. Junto a ele, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, o presidente do senado, Rodrigo Pacheco, entre outros tantos partidários, a exemplo do prefeito de Florianópolis, Topázio Neto. São os protagonistas da articulação processual que pode levar à cassação do senador liberal. Isso ocorrendo, um novo processo deve começar, com a reinvindicação da vaga ao segundo colocado no pleito passado, no caso, Raimundo Colombo.

Por falar em PSD

O Partido Social Democrático (PSD) de Lages, tem programado para a próxima sexta-feira (5), um grande encontro, no Centroserra Convention Center, a partir das 19 horas. O Partido quer mostrar força de mobilização, e tentar afastar o negativismo vivenciado em torno da sigla, em razão do envolvimento do prefeito Antonio Ceron, na Operação Mensageiro. Sabe-se que o PSD está tendo dificuldades até para lançar nomes à Prefeitura. Há uma rejeição silenciosa em torno do partido. Neste dia, o ex-governador Raimundo Colombo, entre outras importantes lideranças da sigla, dentro do Estado, estarão presentes. O encontro, de cunho regional, quer também impulsionar as candidaturas a prefeito e a vereadores na Serra. Uma espécie de mobilização rumo ao pleito de outubro.