25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Pelo menos 44 pessoas ficam desalojadas por conta de alagamentos no Sul

Foto: Divulgação/Defesa Civil

Três municípios decretaram situação de emergência

Pelo menos oito cidades da região Sul de Santa Catarina registraram ocorrências por conta das fortes chuvas que atingem as áreas de divisa do estado com o Rio Grande do Sul desde o início da semana. Araranguá, Praia Grande e São João do Sul.

Segundo levantamento da Defesa Civil com dados atualizados na manhã desta sexta-feira (3), pelo menos 44 pessoas na região ficaram desalojadas e precisaram sair de casa para buscar abrigo.

 

Praia Grande

O município de Praia Grande registrou 186 mm de chuva nas últimas 48 horas. O prefeito Elisandro Machado  emitiu um decreto de Situação de Emergência nessa quinta (2). Os bairros mais afetados foram 1º de Maio e Canoas, com casas alagadas e pelo menos 20 desalojados, que foram encaminhados para o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da prefeitura.

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

Equipes trabalharam na desobstrução de córregos e bueiros e já recuperaram todos os acessos de comunidades que ficaram isoladas. Também na manhã de ontem, o Rio Canos invadiu a pista e causou a interdição da SC-290. Equipes da Defesa Civil permanecem de prontidão monitorando áreas de risco. Um ônibus foi colocado à disposição para uma possível evacuação do Bairro Primeiro de Maio, após a cota do Rio Mampituba ultrapassar
os 4,50m, saindo de seu leito.

Foto: PMPG

Segundo o prefeito, houve chuva persistente na madrugada de ontem, mas a situação já está controlada nesta sexta. “Nós fizemos trabalhos de prevenção com gabiões e desassoreamento de rios, e conseguimos evitar outras situação com esse trabalho de prevenção, que foi muito importante. Agora estamos taralhando na possibilidade de desassoreamento do rio Mampituba, que é necessário”, afirmou Elisandro Machado. Com o fim da chuva, o nível do rio já apresentou uma rápida queda de nível na manhã de hoje.

As aulas na rede municipal foram canceladas nesta sexta-feira. As unidades de saúde da Cachoeira, Mãe dos Homens e a Farmácia Central também estarão fechadas hoje. No entanto, a Secretaria de Saúde, a Unidade de Saúde Central e os serviços de Psicologia e Fisioterapia continuarão operando normalmente.

> Municípios do Oeste contabilizam prejuízos

São João do Sul

Já em São João do Sul, 16 pessoas ficaram desalojadas, 10 comunidades ficaram isoladas e 10 vias foram interditadas. As aulas no município estão suspensas desde a quarta-feira (1º). Um espaço público foi colocado à disposição para os desalojados. Durante o evento, foram emitidos alertas e orientações para os moradores em áreas de risco buscarem lugares de segurança.

> SC contabiliza primeira morte provocada pela chuva

Outros municípios registraram estragos

Em Araranguá, quatro pessoas ficaram desalojadas e casas focaram destelhadas. Uma via foi interditada.

Em Orleans, a chuva concentrada provocou um deslizamento pontual na noite de terça (30), que atingiu parcialmente uma residência. A família de quatro pessoas foi retirada da residência e acolhida em casa de parentes.

Em Içara, também na última terça, a chuva volumosa provocou o aumento da corrente do Rio Três Ribeirões, na localidade de Nossa Senhora de Fátima, onde uma enxurrada provocou erosões nas margens, colocando em risco uma ponte. O tráfego continua liberado.

Em Criciúma, foi registrado um alagamento no Centro da cidade na madrugada dessa quinta-feira, com impacto na mobilidade mas sem grandes danos.

Em Urussanga, diversas ruas ficaram alagadas na manhã de ontem, principalmente no Terminal Rodoviário e nas localidades de Rio Molha, Palmeira e Estação. Houve também um pequeno deslizamento no Morro da Glória. Os únicos danos registrados foram em três casas na localidade da Baixada Fluminense, em decorrência de uma enxurrada que levou lama para os imóveis.

Balneário Rincão teve o registro de chuva persistente e descargas elétricas na manhã dessa quinta. Cinco residências foram afetadas com danos em equipamentos elétricos como chuveiros, motor de portões e tomadas. Um novilho de sete meses foi atingido por um raio e morreu.