12 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Velório de jovens encontrados mortos em BMW reúne amigos e familiares em MG

Após um atraso de cerca de 12 horas, o velório coletivo dos jovens provocou forte emoção

O velório comunitário dos quatro jovens encontrados mortos dentro de um carro da montadora BMW em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, começou na noite desta quarta-feira (3). No local estavam presentes amigos e familiares das vítimas. O velório foi no ginásio do Jóquei Clube, em Paracatu, Minas Gerais.

Os corpos chegaram a cidade no fim da tarde, por volta das 17h30, saírem de Santa Catarina em dois carros. Quando chegaram na cidade, os corpos primeiramente foram levados para uma funerária, e preparados para o velório.

O translado dos corpos atrasou devido a congestionamentos no litoral catarinense e em São Paulo, causado pelas festas de fim de ano. O sepultamento estava previsto para ocorrer às 8h de quinta-feira (2). O velório coletivo dos jovens foi aberto ao público.

Os custos do translado dos corpos de Balneário Camboriú foram arcados pela Prefeitura de Paracatu. O município afirma ter gasto cerca de R$ 30 mil. “As famílias nos procuraram pedindo ajuda”, declarou o prefeito Igor Pereira Santos (DEM).

Relembre o caso

Na última segunda-feira (1º) quatro jovens morreram em um carro, após a virada do ano na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Eles estavam dormindo no veículo quando a namorada de um deles achou os corpos sem vida. A perícia no carro já foi realizada e os policias chegaram a uma linha de investigação sobre o que causou a morte deles.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Santa Catarina, Bruno Effori, responsável pela investigação, os jovens teriam morrido de intoxicação por monóxido de carbono. O carro de luxo, uma BMW, sofreu alterações alguns dias antes, para que o motor fizesse um barulho mais alto e essa modificação poderia ter perfurado o cano de escape, entre o motor e o painel.

O veículo teria ficado ligado por quase quatro horas, assim como o ar condicionado, o que teria liberado o gás e causado a morte das pessoas que estavam na BMW. A namorada de um dos jovens estava com eles, porém, afirmou em depoimento que chegou durante a madrugada para ficar com o namorado, que havia buscado ela junto dos amigos, na rodoviária.

“Eles permaneceram dentro do veículo ligado, com ar-condicionado, aguardando melhorarem, porque estavam indispostos, com tontura, enjoo, náuseas e vômito”, explicou o delegado.

Ainda em depoimento, ela afirmou que os jovens já estavam se sentindo mal quando foram recebe-la, e a moça de 19 anos teria vomitado antes deles estacionarem o carro, esperando que o trânsito diminuísse e pudessem sair dali. Segundo ela, os amigos e o namorado achavam que estavam com algum tipo de intoxicação alimentar após comerem um cachorro quente na praia. Ela disse ainda que não dormiu com eles no carro, mas foi verificar como todos estavam por algum tempo, até notar que eles estavam “sangrando pela boca e já não respiravam mais”.

Após 40 minutos de PCR e atendimento pré-hospitalar avançado, mas sem nenhuma resposta, a equipe do SAMU decretou óbito das vítimas. A Policia Militar, Guarda Municipal, Policia Civil e o Policia Cientifica foram acionadas para dar continuidade dos tramites de investigação e perícia.

Foto: CBMSC/Reprodução