14 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Clima / Tempo Turismo

Florianópolis se prepara para verão com muito calor, chuva e turistas

Condições climáticas registradas na Capital nesta semana são esperadas para a alta temporada

Florianópolis deve ter um verão movimentado, turística e meteorologicamente falando, e já se prepara para isso. Um levantamento do Almanach — Sistema de Inteligência Turística de Santa Catarina — estima que o estado todo deva receber mais de 880 mil turistas neste verão, 75% a mais do que na mesma época no ano anterior. Ao mesmo tempo, a Defesa Civil emitiu uma previsão de temperaturas e chuvas acima da média para o período.

Na última quarta-feira (29), a Prefeitura da Capital reuniu todas as Secretarias envolvidas nas questões relacionadas às chuvas para avaliar os danos causados pelos temporais desta semana, que resultaram em um acumulado de 200 mm de precipitação na terça-feira (28), superando a média prevista para todo o mês de novembro. Segundo a Administração Municipal, as equipes rodaram e sobrevoaram a cidade para analisar a situação. A estimativa é que 300 a 500 casas tenham sido alagadas em toda a Ilha.

A Secretaria de Assistência Social e a Fundação Somar estão mapeando as famílias atingidas para oferecer o suporte necessário. Além disso, a Prefeitura de Florianópolis decretou situação de emergência e vai montar um relatório de danos em busca de captação de recursos junto ao Governo do Estado de Santa Catarina.

 

A administração afirmou também que o prefeito Topázio Neto determinou a realização de reparo imediato dos locais mais afetados e medidas para a redução de vulnerabilidade dos locais mais impactados, incluindo a avaliação de rede de drenagem, limpeza de galerias e desassoreamento de canais.

 

Verão com El Niño forte e temperaturas acima da média

As últimas semanas foram um exemplo do que moradores e turistas vão enfrentar durante o verão que inicia no próximo dia 22: a oscilação entre chuvas torrenciais e clima quente e abafado. Segundo a Defesa Civil, a média mensal de chuvas no Litoral nesta época é de 200 a 330 mm. Os dias passam a apresentar sensações térmicas elevadas já durante as manhãs e ondas de calor com duração de vários dias são esperadas.

Entretanto, por conta de uma forte atuação do fenômeno El Niño, caracterizada por temperaturas mais altas dos oceanos, podemos ter chuvas e temperaturas acima da média histórica, o que pode acarretar em temporais com altos acumulados de precipitação e novos danos em decorrência do tempo extremo. A expectativa é que as chuvas voltem à média normal a partir de janeiro, mas o calor acentuado deve se arrastar pelo menos até o fim do verão.

 

Como a Prefeitura está se preparando?

Procurada, a Prefeitura da Capital afirmou que vem se preparando para o perfil diferenciado deste verão desde o anúncio das primeiras previsões climáticas globais no final do semestre passado e já está investindo em ações de prevenção, como a construção e ampliação das redes de drenagem — incluindo a macrodrenagem no bairro Rio Vermelho, limpeza das galerias pluviais, desassoreamento de canais, poda de árvores e obras de contenção.

“Investiu também na preparação para emergências e desastres através da superintendência de defesa civil, com o treinamento da população, formação de núcleos comunitários e corpos voluntários, atualização do plano de contingência e montagem de uma sala de situação para o gerenciamento de crises e emergências”, concluiu, em nota, a Prefeitura de Florianópolis.

 

Foto: Alex Caceres/Unsplash