21 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Robson Reckziegel

Leis de trânsito que geram multas e quase ninguém sabe

Em busca de garantir a segurança e o bem-estar no trânsito, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) conta com uma série de regras de boa conduta que todos os motoristas deveriam conhecer.

No entanto, existem algumas leis menos conhecidas que, se negligenciadas, podem levar a penalidades e multas. Hoje, nesta coluna, trazemos algumas dessas leis pouco divulgadas, para que você fique por dentro e evite problemas.

Confira:

  1. Ficar sem gasolina na estrada pode gerar multas e pontos na carteira: Imagine a situação: você está em uma viagem e fica sem gasolina em uma rodovia. Além da preocupação com o abastecimento, é preciso lembrar que parar em locais proibidos pode resultar em multas e penalidades.
  2. Ultrapassagens durante cortejos são infrações graves: Em momentos de luto, é essencial manter o respeito e a solidariedade. Fazer ultrapassagens perigosas durante cortejos fúnebres é considerado uma infração grave, o que pode acarretar em consequências sérias.
  3. Celular no semáforo também pode gerar multas: Muitos sabem que o uso do celular enquanto dirige é proibido, mas vale lembrar que o uso indevido do aparelho, mesmo com o veículo parado no semáforo, pode resultar em multas e pontos na carteira.
  4. Prestar socorro em acidentes é obrigatório: Se você se envolver em um acidente, é dever do condutor prestar socorro às vítimas, quando necessário. O não cumprimento dessa obrigação pode resultar em multas e outras penalidades, inclusive criminais.
  5. Cinto de segurança: um item indispensável: O uso do cinto de segurança é obrigatório e a falta dele é uma infração grave. Lembre-se: ao não usar o cinto, você coloca em risco a sua própria vida e a de outros motoristas.
  6. Cuidado ao passar por poças d’água em dias chuvosos: Molhar pedestres ao passar por poças d’água pode não ser apenas uma atitude desrespeitosa, mas também uma infração passível de multa.
  7. Evite dirigir com objetos no colo ou no banco traseiro: Manter as mãos no volante e o veículo organizado é fundamental para uma condução segura. Dirigir com objetos soltos no colo ou no banco traseiro pode distrair o motorista e causar acidentes.
  8. Reboque é equiparado a veículo pesado: Quando alguém usa um reboque ou semi-reboque acoplado ao carro deve lembrar que ele se equipara a um veículo pesado, inclusive para fiscalização de velocidade, então se, por exemplo, em uma rodovia a velocidade máxima para veículos pesados é de 80 km/h um veículo com um reboque não deve ultrapassar essa velocidade sob pena de ser multado.
  9. Transporte de crianças em assento especial: Bebê conforto para crianças com até um ano de idade.
  10. Cadeirinha de Segurança:
  • Recomendada para crianças com idade acima de um ano e até quatro anos;
  • Adequada para crianças com peso entre 9 e 18 quilos, de acordo com o limite máximo definido pelo fabricante do dispositivo;
  • Assento de Elevação: Indicado para crianças com idade superior a quatro anos e até sete anos e meio e apropriado para crianças com altura de até 1,45 metro e peso entre 15 e 36 quilos, de acordo com o limite máximo estabelecido pelo fabricante do dispositivo;
  • Cinto de segurança do veículo: Recomendado para crianças com idade superior a sete anos e até dez anos e adequado para crianças com altura superior a 1,45 metro;
  • Fique atento a essas leis, evite multas e, principalmente, contribua para um trânsito mais seguro.

Foto: Freepik/Reprodução