25 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Segurança

Reservatório da Casan em São José é vistoriado após apresentar rachaduras na estrutura

Foto: MPSC/Divulgação

Empresa responsável pela estrutura é a mesma que construiu reservatório rompido no Monte Cristo em Florianópolis

O reservatório de água  da Casan, Irineu Comelli em São José, na Grande Florianópolis, recebeu uma vistoria do Ministério Público de Santa Catarina e do Tribunal de Contas do Estado na última segunda-feira (8), após a estrutura no bairro Forquilhinhas apresentar rachaduras. Segundo a 7ª e 29ª Promotorias de Justiça da Capital, a situação é preocupante porque a obra foi feita pela mesma empresa que construiu o reservatório que se rompeu no bairro Monte Cristo, em Florianópolis, em setembro do ano passado.

Segundo o MPSC, a Casan confirmou a fissura horizontal na junta de concretagem, que já havia sido identificada em inspeções anteriores. A companhia comunicou que um laudo pericial por uma empresa especializada em contratação e que a conclusão dos trabalhos e a emissão do relatório poderiam levar até 90 dias. Por segurança, o nível de água do reservatório estaria sendo mantido abaixo da fissura.

 

Considerando a tragédia ocorrida no bairro Monte Cristo em 2023, os promotores Rafael Lima e Wilson Mendonça Neto a vistoria no Reservatório Irineu Comelli era necessária. Segundo eles, ambas as estruturas fazem parte de um mesmo contrato firmado com a Casan e foram construídas sob as mesmas condições. Nos dois casos, a própria comunidade informou sobre infiltrações aparentes na estrutura. Por fim, consideraram que manter a água do Reservatório Irineu Comelli abaixo do nível da fissura não afasta o risco de um colapso estrutural, visto que o reservatório do bairro Monte Cristo operava com apenas 25% do volume total quando se rompeu.

A 7ª e a 29ª Promotoria de Justiça da Capital aguardam o relatório do  Centro de Apoio Operacional Técnico (CAT) e as constatações dos Auditores Fiscais de Controle Externo do TCE para definirem as providências que serão adotadas.

Manifestação da Casan

De acordo com os engenheiros da Casan, a terceira estrutura do Reservatório Irineu Comelli, apesar das rachaduras visíveis, não apresenta qualquer risco de colapso ou rompimento. Eles também informaram que abaixaram o nível de água para um ponto inferior ao da rachadura na junta de concretagem, permitindo a continuidade do uso com segurança estrutural.

O Diretor de Operação e Expansão da Casan, Pedro Joel Horstmann, informou, ainda, que a empresa contratada entregará um laudo técnico sobre a estrutura em 60 dias. O Reservatório Irineu Comelli tem capacidade de mil metros cúbicos, e o tanque que apresenta falha está interligado a outros dois no reservatório.

Segurança

Segurança

Segurança

Segurança

Segurança

Segurança