25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Esportes

Jogos Abertos da Terceira Idade reúnem 2,6 mil atletas em 11 modalidades

Foto: Delamare de Oliveira Filho /Fesporte

Cerimônia de abertura com Tocha Olímpica aconteceu nessa quarta em Criciúma

A cerimônia de abertura da 15ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) foi realizada na noite dessa quarta-feira (1º), no ginásio municipal Walmir Antônio Orsi em Criciúma, no Sul de Santa Catarina.

Mais de 2600 atletas, de 207 municípios das 36 microrregiões do estado, competem nas modalidades de atletismo, beach tennis, bocha, canastra, dominó, truco, dança coreográfica, dança de salão, dança popular, voleibol adaptado e bolão 23.

 

Este evento é também um encontro de experiências e histórias de vida. É um momento para compartilhar risos, abraços e memórias, fortalecendo laços e construindo novas amizades, sendo promovido pelo governo estadual, por intermédio da Fesporte em parceria com a prefeitura municipal de Criciúma, oportunizando momentos para mostrar que a vida pode ser vivida com vigor em todas as etapas.

Freibergue Nascimento, presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em seu discurso, afirmou: “Quero que as senhoras e os senhores sejam felizes. Esta é a grande missão dos Jogos Abertos da Terceira Idade. Sejam felizes, ativos e motivem a nova geração para a prática do esporte”.

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

O investimento do Governo do Estado nos Jasti é de R$ 350 mil, repassados para o município sede, por meio da Fesporte. Mais de 5 mil atletas participaram desde as etapas microrregionais.

Tocha Olímpica

Foto: Divulgação/Fesporte

Um dos momentos mais esperados na cerimônia de abertura é o acendimento da pira olímpica. Na 15ª edição dos Jasti, carregaram a tocha olímpica os atletas Pedro Antônio Rocha e Aires Mondardo.

Há 43 anos, a bocha é o esporte favorito de Pedro, aposentado. Com títulos de campeão estadual, ele também pratica corrida e caminhada. No ano de 2019, percorreu os 820 quilômetros do caminho de Santiago de Compostela. Já Aires, de 64 anos, frequenta o centro de Convivência da Terceira Idade e é campeão municipal e regional de bocha. É apaixonado por ciclismo e já andou mais de vinte mil quilômetros de bicicleta.

Margarida Maria Filomeno Nuerenberg, competidora nas modalidades de truco e canastra em seis ocasiões nos Jasti, representou os atletas no momento do juramento do atleta.

Dominó é destaque nos Jasti

Na manhã dessa quarta-feira, 72 duplas iniciaram as disputas da medalha de ouro na modalidade de dominó masculino na escola municipal Hercílio Amante, em Criciúma. No feminino, 60 duplas disputam o título.

Um dos participantes é João Francisco Matte, 75 anos, de São José do Cedro. Ele começou a jogar dominó aos 12 anos, em sua passagem pelo seminário. Era muito comum segundo ele praticarem futebol e dominó.

“Os Jasti são muito importantes. O engajamento dos municípios em mandar os idosos para jogar em outros lugares é a melhor coisa”. E destacou: “O mais bonito disso tudo é a junção das pessoas. Muito boa a iniciativa do governo do estado em valorizar o esporte e os jogos da terceira idade”.

As disputas do bolão 23 aconteceram na semana passada em Timbó, com a equipe da casa sendo campeãs, tanto no masculino como no feminino.

A 15ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) é promovida pelo Governo do Estado de Santa Catarina por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) em parceria com a Prefeitura de Criciúma e acontece entre os dias 1º e 4 de maio.