15 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Presídio catarinense troca cães por gansos; entenda

O custo mais baixo e o barulho que as aves fazem foram fatores decisivos para a medida ser adotada

Sempre em bando, os gansos patrulham a área que fica entre o alambrado e o muro do presídio, em São Pedro de Alcântara, perto de Florianópolis, em Santa Catarina.

Segundo o diretor do presídio, dois fatores pesaram na troca dos cães pelos gansos. O custo mais baixo e o barulho que as aves fazem – isso deixo todos em alerta, principalmente à noite.

“Acho que a logística da unidade, como ela foi feita, favorece esse tipo de segurança, no caso do bando de gansos”, afirmou o diretor do presídio.

 

O líder da “tropa” é o ganso piu-piu, que emite um som bem peculiar sempre que é chamado. Além dos gansos, o presídio também tem monitoramento eletrônico e dos agentes da polícia penal.

O diretor penitenciário Marcos Roberto de Souza disse que cuidar de um bando de gansos é mais barato do que criar cães e que a localização tranquila da prisão a torna uma opção viável para suas instalações.

“(Nós temos) a vigilância eletrônica, a vigilância física, através dos policiais penais na muralha, e por último a vigilância dos gansos no caso, que substituíram os cachorros“, disse o diretor da prisão Marco Roberto de Souza.

Fonte: Band

Foto: Divulgação