16 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Escritório de Lages falsificava prontuários médicos para obter indenização do DPVAT

Foto: Divulgação/PF

Esquema de estelionato vira alvo de operação da Polícia Federal

Um escritório que presta assessoria na obtenção do seguro DPVAT em Lages, na Serra catarinense, é alvo de uma operação da Polícia Federal após indícios de um esquema de emissão de prontuários médicos falsos para conseguir indenização. A Operação Prontuário Pirata cumpre dois mandados de busca e apreensão no município.

A investigação teve início com base em informações repassadas à PF pela Caixa Econômica Federal, que atua como Agente Operador do DPVAT, seguro obrigatório que cobre danos pessoais causados por acidentes com veículos automotores.

 

A Caixa apontou indícios de falsidade em seis pedidos de indenizações encaminhados por um mesmo escritório em Lages.

A Polícia Federal identificou ainda que outros nove pedidos, com os mesmos indícios de falsidade nos prontuários e atestados médicos, foram apresentados pelo mesmo escritório em unidades da Caixa Econômica Federal em outras cidades da Serra catarinense, totalizando 15 pedidos falsos de indenizações por Despesas de Assistência Médica e Suplementares no âmbito do DPVAT.

Os investigados responderão pelo de crime estelionato, que pode resultar em até cinco anos de prisão.