23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Operação policial apura Irregularidade na compra de roupas para detentos

No processo de dispensa de licitação investigado foram destinados R$ 5 milhões

Na manhã desta quarta-feira (24) a Polícia Civil realizou uma ação no Município de Mafra, no Planalto Norte, relacionada a uma investigação de um processo de dispensa de licitação fraudulenta na Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). A Operação “Post Factum” foi encabeçada pela 1ª Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECOR). Foram cumpridos quatro mandados

Segundo a Polícia Civil, a investigação teve início depois que indícios de irregularidades na aquisição de agasalhos para os detentos foram observados em 2023. Na época o valor investido foi de cerca de R$ 5 milhões e a Controladoria Geral do Estado (CGE) já havia identificado o tratamento privilegiado a empresa durante as cotações. Com isso, ocorreu a rescisão unilateral do contrato, afastamento do servidor responsável e a Polícia Civil foi comunicada.

Durante as investigações foi verificado que, além do tratamento desigual, existia uma relação de amizade entre o servidor responsável e o empresário, ambos residentes na cidade de Mafra. Outra irregularidade era em relação a entrega dos agasalhos seria de forma fracionada e terminaria apenas no final do inverno o que descaracterizava a urgência alegada no processo de dispensa de licitação.

Imagem: Polícia Civil